Viagens de Maria

Esse é o Blog de Maria Fernanda Graciosa. Aqui se encontram textos, ideias, dicas, links, é somente uma forma de compartilhar entre os amigos o que se vê por aí. Assim despretensiosamente. Enjoy it!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Escada do MAM SALVADOR > Lina Bo Bardi

Pirei na escada do MAM, Museu de Arte Moderna de Salvador.
Como sabia que Lina Bo Bardi tinha participado do projeto logo imaginei que tinha o dedo dela. A escada, aliás, é a cara de Lina Bo Bardi.
Resolvi pesquisar sobre o assunto e trazer para vocês.

Ela é mesmo o máximo.
Quem quiser saber clique abaixo ou na imagem.



Em 1958 a primeira dama bahiana chamou Lina para coordenar o projeto de um museu de artes para Salavador, aos moldes do MAM de SP. Começou na Praça Castro Alves, mas Lina, com sua visão inigualável para arquitetura e valorização da cultura, viu um solar do século 17, construído pelo desembargador Pedro de Unhão Castelo Branco - por isso, é conhecido como Solar do Unhão.

O projeto de Lina Bo Bardi para o MAM/BA tem como eixo a criação de uma centralidade cultural na Região Nordeste por meio da implantação de um museu-escola, voltado para a formação de um público infantil e infanto-juvenil. Nesse sentido, ela diz que "o nosso museu deveria se chamar - Centro, Movimento, Escola".

A sede definitiva do museu, inaugurada em 3 de novembro de 1963 no conjunto do Solar do Unhão, é reformada pela própria arquiteta. Com vista para a Baía de Todos os Santos, portas e janelas pintadas de vermelho, Lina Bo Bardi altera o espaço interno do solar do século XVI, demolindo o segundo piso e criando um espaço vazio. Nele implanta uma escada de madeira de grandes dimensões, sem pregos e com encaixes que, segundo ela, reproduzem aqueles usados nos carros-de-boi.
A escada se tornou um símbolo do MAM e representa bem a ideologia de Lina Bo Bardi da valorização da cultura popular.


A inspiração direta na cultura popular parece antecipar a idéia de criação de um museu-escola de arte popular, que deveria funcionar no mesmo espaço do museu de arte moderna. Tal idéia vinha sendo acalentada nos artigos escritos pela arquiteta para Habitat, nos quais tematiza a importância da colaboração estreita entre arte industrial e artesanato. Nota-se aí a inspiração direta na Bauhaus, nos escritos de Walter Gropius (1883 - 1969) e de Antonio Gramsci (1891 - 1937), à qual se combina o interesse precoce da arquiteta pela arte popular brasileira.

Quem quiser saber mais pode visitar os sites em que pesquisei:
Itaú Cultural
O Estadão
A Didática dos Museus de Lina Bo Bardi na Bahia e os Conteúdos da Modernidade
e da Identidade Local

Nordeste Web
Bravo Online

Um comentário: